Mercado do Ovo

Informativo

Bunge anuncia fim da compra de ovos de galinhas engaioladas até 2025.

10/04/2017

A Bunge anunciou um novo compromisso de sustentabilidade, desta vez relacionado aos ovos que consome na fabricação de seus produtos. A subsidiária da múlti americana estabeleceu um cronograma até 2025 para adquirir 100% de seus ovos de galinhas poedeiras livres — ou seja, não confinadas em gaiolas.
A prática de gaiolas é criticada por grupos da sociedade civil no mundo inteiro, o que tem levado a empresas a adotar compromissos mais específicos em bem-estar animal.
Em nota, a Bunge afirmou que “para atingir essa meta, continuará atuando próxima de seus fornecedores e parceiros para garantir a qualidade e a competitividade de seus produtos no mercado”.
A companhia não informa o seu consumo anual de ovos, utilizado na maionese da marca Salada.
A Unilever - fabricante das maioneses Hellmann’s e Arisco - e a Cargill - fabricante das maioneses Liza e Maria - já tinham anunciado previamente políticas de sustentabilidade que vão eliminar gradualmente o uso de gaiolas em bateria. Outras grandes fabricantes de alimentos como o Grupo Bimbo  e a fabricante de massas Barilla são outros exemplos de empresas que já se comprometeram.
No setor de fastfood, McDonald's, Burger King, Subway, Habib’s, Viena, Frango Assado, Giraffa's, Bob's, Spoleto, Pizza Hut e KFC também já adotaram políticas similares.


Comentários


Ainda não temos nada digitado.. -

Veja os comentários aqui. (1)


Mercado do Ovo - Todos os Direitos Reservados Contatos - Publicidade